R.Carlos Meira, 340 - Penha de França, São Paulo - SP, 03605-010
  • (11) 3892-5438
  • (11) 3892-5442

Black Friday: impostos podem representar até 72% do valor de eletrônicos e eletrodomésticos

DATA: 22/11/2021

A Black Friday está chegando, agendada para esta sexta-feira (26), e promete movimentar a economia do país com grandes promoções e um aumento considerável no volume de compras em comparação à 2020.

Entre os principais produtos que o consumidor espera encontrar descontos estão os eletrônicos e eletrodomésticos, mas segundo levantamento realizado pela CNN, analisando dados do Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação (IBPT), os impostos embutidos nessas mercadorias podem representar até 72% do seu valor.

A repercussão tributária é repassada ao consumidor final, impactando diretamente no custo do produto e na margem de desconto que as empresas conseguem oferecer nos produtos. Por isso, vale ficar atento e comparar as ofertas na data com valores anteriormente analisados, evitando assim possíveis fraudes.

Videogames, smartphones e tablets são os itens mais aguardados para a Black Friday, mas o que o consumidor não imagina é que a tributação que incide nesses produtos corresponde a 72,18%, 68,76% e 59,35% do preço final, respectivamente.

Isso porque os produtos são importados e ao chegarem no Brasil tem o acréscimo de impostos como IPI (imposto sobre produtos industrializados), PIS/COFINS e ICMS (imposto sobre circulação de mercadorias).

Caso não houvesse tributação, ainda segundo análise da CNN, o iPhone 13 que custa atualmente R$ 9,2 mil cairia para R$ 2,8 mil e o PlayStation 5 de R$6 mil para R$1,6 mil.

Considerando os impostos, o cliente já entende um pouco mais sobre como o valor é agregado ao tão esperado produto e consegue entender se o desconto encontrado é verdadeiro, se o produto em si tem valores que são condizentes com a realidade (sempre desconfie de descontos exorbitantes) e se não está pagando metade do dobro pelo valor vigente o ano todo.

 

Compartilhar: