R.Carlos Meira, 340 - Penha de França, São Paulo - SP, 03605-010
  • (11) 3892-5438
  • (11) 3892-5442

Governo ultrapassa 300 novos serviços digitalizados durante a pandemia

DATA: 01/09/2020

O governo brasileiro ultrapassou os 300 novos serviços digitalizados neste período da pandemia de coronavírus. Desde março, foram 310, ou seja, a cada dois dias, a população teve acesso a mais de três novos serviços digitais. A meta é atingir os 100% de transformação digital até o final de 2022.

A digitalização conquistou brasileiros que jamais haviam acessado serviços públicos pelo celular, devido a facilidade para resolução de problemas, evitando deslocamentos ou filas de espera.

A popularização da transformação digital durante a pandemia, ainda trouxe como consequência um aumento de acessos a serviços já existentes.

Hoje, 60% dos 3,7 mil serviços existentes são digitais, com especial destaque para o Meu INSS (do Instituto Nacional do Seguro Social), carteira de trabalho e carteira de trânsito, cujos aplicativos são alguns dos mais procurados nas lojas oficiais do governo.

Economia

Com uma série de serviços digitalizados desde janeiro do ano passado, a economia chega a R$ 2 bilhões. Desse total, R$ 1,5 bilhão é poupado pelo cidadão, que deixa de enfrentar deslocamentos, perda de tempo e dinheiro inclusive com a contratação de despachantes na tentativa de acelerar a solução dos serviços.

O secretário de Governo Digital do Ministério da Economia, Luis Felipe Monteiro, afirma que, desde o início da pandemia no país, foi possível digitalizar mais de 300 novos serviços e alguns em tempo recorde, como o Auxílio Emergencial e Fazer Registro de Brasileiro com Voo Cancelado no Exterior.

“Com a impossibilidade que houve de sair de casa ou receber atendimento presencial em agências do governo, revimos cronogramas de entregas e priorizamos aqueles serviços que, digitalizados, evitariam mais aglomerações e beneficiariam o público mais necessitado neste momento”, ressalta o secretário.

Compartilhar: